Quais alimentos fazem parte de uma dieta saudável e quais são prejudiciais?

Quais alimentos fazem parte de uma dieta saudável e quais são prejudiciais?

Nutricionistas especialistas em nutrição destacam legumes e frutas, cereais integrais e alimentos protéicos como base de uma dieta saudável. No lado oposto são processados ​​carnes, bebidas açucaradas, lanches, padaria industrial, pão branco e álcool. Essas classificações são corroboradas por organizações como a OMS ou a Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard. Na segunda-feira, a OMS disse que carnes processadas, como bacon ou salsichas, são cancerígenas . O que devo fazer após o relatório da OMS? Devemos parar de comer carne? Comer vegetais é saudável: como reduzir a perda de nutrientes quando se trata de cozinhá-los.

Leia também: Transtorno bipolar saiba o que é sintomas e tratamentos

Una ensalada y una hamburguesa Combo de imagens de uma salada e um hambúrguer de uma cadeia de fast food. GTRES O relatório divulgado na segunda-feira pela OMS que afirma que o consumo de carne processada provoca câncer colorretal alertou muitos consumidores que até o momento incluíam em seus produtos dietéticos que faziam parte desse grupo como bacon, salsichas ou linguiça ( presunto e chouriço incluídos). O documento inclui-os na mesma categoria que o álcool ou o tabaco , embora isso não signifique que eles sejam igualmente perigosos ou cancerígenos. Isso implica que devemos bani-los para sempre? Não. Como explicado há um ano nutricionista nutricionista Julio Basulto , “é claro que um consumo ocasional de bacon, presunto, salsicha ou chouriço não vai matar ninguém (…), mas ninguém duvida que que esses produtos não devem fazer parte do nosso padrão habitual de consumo . ” No entanto, um estudo recente da OCU observou que os espanhóis aprenderam a comer melhor , aumentando a compra de frutas, legumes e peixe, reduzindo o número de pães, sobremesas e bebidas açucaradas Segundo a Associação Espanhola de Dietistas-Nutricionistas , uma dieta saudável é “aquela que permite alcançar e manter o funcionamento ideal do organismo, para conservar ou restaurar a saúde, para reduzir o risco de sofrer de doenças (câncer, doenças cardiovasculares, diabetes), reprodução, gestação e lactação, promovendo crescimento e desenvolvimento ótimos “. Acrescenta esta associação que “deve ser satisfatória, suficiente, completa, equilibrada, harmoniosa, segura, adaptada, sustentável e acessível”. “Uma dieta saudável é saudável para todos “, diz o nutricionista dietético Juan Revenga , “independentemente de suas circunstâncias fisiológicas (idade, sexo ou gravidez)”. Levando em conta a opinião de especialistas e organizações como a OMS ou a Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard (que tem um guia atualizado), esta seria a lista de alimentos que deveríamos incluir em nossa dieta (desde fazem parte de um padrão alimentar saudável) e aqueles que devem ser evitados . Alimentos saudáveis Dentro desta lista é feita menção especial de alimentos de origem vegetal fresca , que nas palavras de Juan Revenga “deve constituir metade de tudo o que precisamos para comer: no café da manhã, almoço e jantar deve haver este tipo de alimento “. Isso também aparece no guia chamado “Healthy eating dish”, que foi desenvolvido pela Universidade de Harvard . Legumes e verduras Eles devem ser frescos (de preferência, sazonais) e cozidos em casa: “A chave é que as pessoas cozinhem o que comem , se tiverem que cozinhar, terão que comer comida de verdade, terão que comprar de verdade”, diz Revenga. São tomates , alface, cebola, cenoura, repolho, brócolis, abobrinha, beringela, abóboras … As batatas não são consideradas frutas ou vegetais. Neste caso, a OMS recomenda uma ingestão mínima de 400 gramas por dia ( cinco peças ou porções ) para legumes e frutas. Frutas Esta seção inclui todos os tipos, temporada e frutas tropicais. Aqui estão duas exceções: beber um suco de fruta não é o mesmo que comer a fruta , da mesma forma que o doce de fruta não é igual a uma porção dele. “O suco traz mais calorias, menos fibra, menos saciedade e a possibilidade de tomar ‘mais do que o necessário’ é muito maior”, explica Revenga. Cereais integrais. Aqui estão milho não processado , milho, aveia ou trigo integral que pode ser encontrado em produtos como pão ou macarrão , bem como arroz integral . “Os biscoitos não entram aqui, eles têm mais gordura e mais açúcar do que bolos”, diz este nutricionista nutricionista. Alimentos proteicos Este grupo inclui carnes brancas (aves de capoeira, coelho), peixe, legumes, ovos e nozes. Nutricionistas especialistas como Juan Revenga e Julio Basulto destacam especialmente os vegetais : “Eles são o grupo de alimentos que tem a maior porcentagem de proteína em peso seco, ou seja, 100 gramas de lentilhas têm mais proteínas que 100 gramas de carne”, acrescenta Revenga. Água O ser humano tem cerca de 60% de água (dependendo de homens e mulheres), por isso uma boa hidratação é essencial para gozar de boa saúde. Sim, “que nossa fonte de hidratação é água ou infusões com pouco ou nenhum açúcar”, enfatizam os nutricionistas. O guia da Universidade de Harvard inclui café nesta seção. Alimentos para evitar Ao contrário da pirâmide alimentar tradicional, onde refrigerantes, creme de cacau ou batatas fritas aparecem no topo, nutricionistas especialistas dizem que, na realidade, “esses alimentos não fazem parte de um padrão de alimentação saudável”. Carnes processadas Mencionado acima, são salsichas, linguiça, bacon, carne enlatada ou incluídos em produtos pré-cozidos, entre outros. Bebidas açucaradas Estes são os chamados refrigerantes (cola, laranja, limão …). Petiscos Eles são chips e afins, milho frito e frutas mexidos … Padaria industrial Além dos pãezinhos como o croissant e o bolinho, os biscoitos também estão incluídos nesta seção. Pão de mofo branco. E por extensão, todos aqueles produtos que não fazem parte da padaria industrial e contêm farinha branca refinada . Bebidas alcoólicas Cerveja e vinho também estão incluídos aqui. “O consumo de vinho na Espanha (não muita cerveja) tem importantes conotações culturais, sociais (…), mas seu consumo por motivos de saúde não se justifica”, diz Revenga. Para piorar a situação, a OMS inclui-os juntamente com carnes processadas e tabaco no grupo 1 de substâncias cancerígenas . O consumo de … Leite Idealmente, como aconselhado pelos especialistas e pela orientação da Universidade de Harvard, é uma ou duas porções diárias de produtos lácteos e derivados, como o queijo. Carnes vermelhas. Não é necessário evitar seu consumo, mas limitá-lo , “não gastar com eles”, esclarece Revenga.

Fonte: https://www.valpopular.com/transtorno-bipolar-saiba-o-que-e-sintomas-e-tratamentos/

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *